top of page

MELASMA: Tratamento, O que é?



O Melasma é uma alteração inflamatória da pele em que uma das características é o aumento do pigmento, além de provocar aumento dos vasos e um maior envelhecimento da pele no local.

Caracterizada pelo surgimento de manchas marrons ou marrom-acinzentadas na pele, principalmente no rosto, no entanto, é possível também haver o aparecimento de manchas escuras em outras partes do corpo, como por exemplo, braços ou pescoço.

O melasma é mais frequente em mulheres, principalmente durante a gravidez devido às alterações hormonais, sendo denominado cloasma. Além disso, as manchas escuras podem surgir devido ao uso de anticoncepcionais, predisposição genética e, principalmente, exposição frequente ou prolongada à luz ultravioleta ou visível, como por exemplo computadores e celulares.

O diagnóstico do melasma é realizado por dermatologistas a partir da observação das manchas. Saiba que na Clinica Dr. Saúde Rio, no Centro de Itaguaí, temos Dermatologistas e outros especialistas capacitados para te ajudar a cuidar da sua saúde e manter os exames de rotina em dia. Dúvidas, Clique Aqui.

O o tratamento pode ser feito com o uso de cremes que clareiam a pele, no entanto, as manchas podem não desaparecer por completo ou voltar a surgir caso não se use o protetor solar diariamente.

 

Qual a diferença entre sarda e melasma?



O que são as manchas marrons no rosto? Saiba que em geral podem ser sardas ou melasma, sendo que as sardas normalmente são manchas pequenas, de caráter hereditário e causadas pela exposição ao sol, se agravando no verão. As diferenças entre elas e o melasma são principalmente o tamanho das manchas e o que as provoca, já que o segundo pode ter ligação com outras causas.


Tipos e classificações do Melasma



Epidérmico

O melasma grau 1 (epidérmico) tem uma cor marrom-escura e uma borda bem definida. Além disso, ele parece óbvio sob luz negra e, às vezes, responde bem ao tratamento, já que o pigmento predomina na superfície da pele e é mais fácil de remover ou atenuar.


Dérmico

O melasma grau 2 (dérmico) tem uma cor marrom-clara ou azulada e uma borda embaçada. Diferentemente do epidérmico, ele não aparece de forma diferente sob luz negra e não responde bem ao tratamento, pois as células hiperpigmentadas estão na profundidade da pele, na derme, abaixo do campo de atuação de qualquer cosmético.


Melasma misto

O melasma grau 3 (misto), o mais comum dos três, apresenta manchas azuladas e marrons, além de contar com padrão misto sob luz negra e alguma resposta ao tratamento.


Classificação quanto à Localização dos Melasma

Classificam os melasmas em relação à localização do depósito do pigmento na face, como:

  • melasma malar (maçãs do rosto),

  • centrofacial (testa, bochechas, acima do lábio, nariz e queixo) e

  • mandibular, conforme a região em que aparece.


Fatores que influenciam o aparecimento de Melasma



O melasma é uma doença que surge predominantemente em mulheres e em pessoas de pele mais escura. Não existem causas definidas, mas seu aparecimento está associado a diversos fatores, tais como:


  • Fatores genéticos;

  • Presença de hormônios (inclusive os ingeridos, como as pílulas anticoncepcionais e a terapia de reposição hormonal);

  • Exposição aradiações (luz solar, luzes de lâmpadas artificiais e até o calor).

Com relação aos fatores hormonais, merece destaque o aparecimento do melasma gravídico, também conhecido como cloasma – manchas de aparecimento muito comum na gravidez, influenciadas pelos hormônios gestacionais.

A mancha do melasma é rica em pigmentos que são encontrados em profundidades variadas na pele, e de vasos (pequenas veias).

Antes de realizar qualquer tratamento, o paciente deverá passar por uma avaliação médica para identificar qual o tipo de melasma que possui.

O dermatoscópio é um instrumento que pode ser utilizado pelo dermatologista para auxiliar tanto na avaliação quanto no tratamento dos diferentes tipos de melasmas.


Tratamentos

Os principais tratamentos que podem ser indicados pelo dermatologista são:

1. Protetor solar


O uso de protetor solar é fundamental no tratamento do melasma, já que nenhum outro tratamento será efetivo sem a proteção da pele contra os raios solares. O protetor solar deve ser usado com o fator mínimo de 30 FPS, todos os dias, mesmo que que o dia esteja nublado ou que a pessoa permaneça em locais fechados.


Também é importante evitar a exposição ao sol durante o tratamento das manchas, e se estiver em ambientes ensolarados, é importante repor a camada de filtro solar a cada 2 horas.

2. Cremes clareadores

O cremes que clareiam manchas são muito eficazes, pois fazem um tratamento a longo prazo e garantem um resultado duradouro, podendo ser usados em qualquer local do corpo:

  • Hidroquinona, contém um princípio ativo clareador, e em geral recomenda-se que utilize por 1 a 2 vezes ao dia, mas por tempo limitado, devido a efeitos irritantes na pele, como descamação e coceira;

  • Retinoides, como Tretinoína, Adapaleno e o Tazaroteno usados em forma de creme ou gel, são úteis para reduzir o escurecimento da pele;

  • Corticóide tópico, em pomadas, pode ser usado por um curto período de tempo, para diminuir a inflamação da pele que pode causar manchas;

  • Ácido azeláico, também tem um efeito no controle da quantidade de melanina e escurecimento da pele;

  • Outros ácidos como ácido kójico, glicólico e salicílico, são presentes em tratamentos cosméticos, e são mais eficazes quando em associação com outros ácidos, para auxiliar no clareamento e renovação da pele.

O tempo de tratamento varia de acordo com o produto utilizado, com as características da mancha e tipo de pele. De forma geral, os resultados podem começar a ser vistos após 2 a 4 semanas de tratamento, que pode durar até cerca de 6 meses.

Saiba que o tratamento depende de cada paciente, portanto, Clique Aqui e agende logo a sua consulta com um Dermatologista.


3. Tratamentos estéticos


Os tratamento estéticos podem ser indicados pelo Dermatologista para tratar o melasma, já que promovem a remoção da camada superficial da pele e conferem resultados mais rápidos. Alguns dos tratamento estéticos que podem ser indicados pelo médico são:

  • Peeling químico, é feito com ácidos, com concentrações mais fortes que os usados em cremes, para remover uma camada da pele. Pode ser leve para o melasma superficial ou mais intenso para melasma profundo.

  • Microdermoabrasão, conhecido como peeling de cristal, é uma técnica de esfoliação profissional que remove as camadas superficiais da pele para um aspecto renovado;

  • Microagulhamento, é um técnica que perfura a pele com microagulhas para estimular a produção de colágeno e circulação de sangue na pele, o que pode ser útil para diminuir algumas manchas na pele, além de reduzir as rugas e flacidez do rosto.

Geralmente, são necessárias várias sessões para se obter o resultado desejado, o que varia de acordo com a intensidade e a profundidade do melasma.

Caso apareçam manchas na região do rosto ou pescoço Clique Aqui e agende com nossa dermatologista para verificar o que está acontecendo. Mesmo que seja um caso recorrente de melasma, é importante verificar o tipo e o tratamento adequados para este momento.

Vale ressaltar que o melasma não é cancerígeno, mas manchas na pele podem ter diversos significados, inclusive câncer.


Onde realizar tratamento de Melasma em Itaguaí?

Se você está com a dúvida de onde realizar tratamento de melas em Itaguaí, ou qualquer outro tratamento para a sua pelo, saiba que nós, da Clínica Dr. Saúde Rio, no Centro de itaguaí, estamos prontos para te ajudar a manter sua pele saúde.

Clique Aqui e agende logo a sua Consulta com nossa Dermatologista. Além disso, contamos com mais de 20 especialidades médicas, além de cirurgia plástica, fisioterapia e muito mais, tudo para cuidar da sua SAÚDE!

Invista no seu maior patrimônio: sua SAÚDE!

 

☎️ Telefones: (21) 2688-4372 ou +55 21 98888-0469 (WhatsApp).

📍 Endereço: Rua Walter Barbosa Coelho,58 - Centro - Itaguaí/RJ (Clique aqui)

Posts recentes

Ver tudo

Comentários


bottom of page